Detalhes da Notícia
Parque Nacional da Chapada dos Guimarães sob nova direção
Em Mato Grosso, existem sete unidades de conservação sob gestão federal. O mais conhecido é o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, com 33 mil hectares
A nova chefe do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, Cintia Maria Santos da Câmara Brazão, reconheceu a importância dos gestores antecessores do Parque, e enfatizou que irá dar continuar as parcerias já existentes, mas que pretende ampliar a conversar com os parceiros para que possa fomentar ainda mais as atividades turísticas no espaço de forma sustentável. "Pretendemos dialogar com os parceiros e unir forças para que o Parque se torne um lugar cada vez mais atrativo para população do estado e turistas", diz Cintia. 

A Secretária de Turismo de Chapada dos Guimarães, Sonia Bezerra enfatizou que o Parque é muito importante para o município, e que está parceria pode ser ainda melhor para o Turismo na região, se colocou a disposição e desejou boa sorte para Cintia. 

O Coordenador Regional do Instituto Chico Mendes (ICMBIO), Fernando Francisco Xavier, diz estar otimista com a nova gestão e destacou que o Instituto pretende fazer com que o Parque seja um local de visitação e contato com a natureza para toda a sociedade. 

A superintendente de Desenvolvimento e Fomento do Turismo da SEDTUR, Natália Rossetto, que representou a secretária Teté Bezerra, parabenizou a nova chefe, e destacou que o Parque Nacional é um produto turístico consolidado com importância nacional e internacional, e de fundamental importância para Chapada dos Guimarães e para o Estado. “É exatamente, por isso, que a secretária Teté, continuará como parceira para fomentar o turismo na região e que tem destinado para o local cerca de 5 milhões para implantação de infraestrutura turística para o Parque e mais 5 milhões para o Complexo Turístico da Salgadeira, todos os projetos contemplando a sustentabilidade e acessibilidade”, destacou Natalia. 

A posse contou ainda com a presença do secretário de Estado de Meio Ambiente, José Lacerda e do deputado Alexandre César. 

O Parque

Em Mato Grosso, existem sete unidades de conservação sob gestão federal. O mais conhecido é o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, com 33 mil hectares. Chapada dos Guimarães ganhou o título de Parque Nacional em 1989, mas não recebeu infraestrutura necessária para garantir seu desenvolvimento ordenado e sustentado. 

O local é rico em belezas naturais. Suas formações rochosas e as centenas de cachoeiras, paredões, rios e cavernas impressionam os turistas que buscam contato com a natureza. A cachoeira mais conhecida é a do Véu de Noiva, com 80 metros. 

Além de ser marcado pela diversidade de relevo, o parque faz parte da bacia hidrográfica do Alto Paraguai, protegendo cabeceiras do rio Cuiabá, um dos principais formadores do Pantanal Mato-grossense. Devido a alguns fatores, essa área é constantemente ameaçada por incêndios em seu entorno e dentro da área protegida denominada Parque Nacional de Chapada dos Guimarães. 

Instituto Chico Mendes 

O ICMBio é uma autarquia brasileira, vinculada ao Ministério do Meio Ambiente. O Instituto é responsável pela administração das unidades de conservação federais. Nesse sentido, cabe ao instituto executar as ações da política nacional de Unidades de Conservação, podendo propor, implantar, gerir, proteger, fiscalizar e monitorar as unidades de conservação instituídas pela União. 

As suas outras missões institucionais são fomentar e executar programas de pesquisa, proteção, preservação e conservação da biodiversidade e exercer o poder de polícia ambiental para a proteção das unidades de conservação federais. 

Fonte: SEDTUR - MT
Notícia Postada em 20/03/2013  

Copyright © 2009 - Todos os direitos reservados www.paralellotour.com.br